Versus: CJ Fly (Pro Era) ao vivo no Porto
24 Novembro

//

22:00

//

12,5€ / 15€
Versus: CJ Fly (Pro Era) ao vivo no Porto
24 Novembro

//

22:00

//

12,5€ / 15€

Poster

Image
Quando falamos da evolução da música em geral, um dos factores mais relevantes é a capacidade de cada vertente se auto reinventar através dos tempos, estabelecendo desta forma novos conceitos e eras. A importância deste factor é vital, não só pelo leque de estilos que alimenta diferentes sensibilidades, mas acima de tudo por ser o factor que catapulta a longevidade da música em si.

Falando de rap, podemos facilmente triar momentos específicos que são relevantes para a história actual desta vertente. Da golden era dos anos 90, ao controverso trap que se ouve actualmente, todos estes períodos têm uma importância diferente, mas inerente ao embargo de qualquer estagnação criativa.

As raízes do rap há muito que deixaram de ser uma incógnita para as massas e até mesmo a hegemonia de Nova Iorque é algo que hoje em dia é reconhecido pelo grande publico.

É verdade que outros estilos e espaços demográficos ofuscaram durante alguns anos a "limelight" de New York, mas o foco voltou às suas origens. Existirão razões e culpados específicos por este regresso? Sem dúvida que sim.

Colectivos como A$AP Mob ou Progressive Era, foram uma injeção de "freshness" no cenário nova-iorquino há muito aguardada. Não refutando qualquer outro similar, é unânime que o colectivo em destaque é originário de Brooklyn e são os Pro Era.

Fundado em 2011 por Capital STEEZ, Powers Pleasant, Joey Bada$$ e CJ Fly, os Pro Era podem ser resumidamente definidos com a combinação perfeita entre a sonoridade suja e vanguardista que sempre caracterizou Nova Iorque e o exemplo mais refinado e exímio das sonoridades actuais – um "match made in heaven".


Depois do sucesso e consenso geral no que toca a Joey Bada$$, primeiro artista do colectivo a lançar-se a solo, chega agora o momento de nomes com Kirk Knight, Nyck Caution ou CJ Fly seguirem as pisadas do seu percursor. 2015 foi o ano do lançamento do álbum "Late Knight Special" de Kirk Knight, artista que esteve presente em Portugal em 2016 para duas actuações notáveis, que esgotaram no Porto e Lisboa respectivamente.

Um dos atributos que distingue o colectivo Pro Era dos seus pares é sem duvida a consistência do seu trabalho. Qualidade em quantidade.

O ano de 2016 marca a apresentação formal à industria de mais um dos seus fundadores e elemento chave.

Depois da mixtape "The Way Eye See It" editada em 2013, CJ Fly edita em 2016 o seu primeiro álbum a solo "Flytrap", um registo já há muito aguardado depois de participações brilhantes como "Hardknock" ou "Don't Front" na mixtape editada em 2012 "1999" de Joey Bada$$, uma mixtape intemporal e eleita como "clássico", muito por culpa de temas como estes.

CJ Fly concretiza em 2016 ou que se fazia prever em 2012 e com "Flytrap" confirma o seu estatuto de rapper multi-facetado e consistente. Mais uma vez a Pro Era e CJ Fly deixam vincado o que tão bem os define e distingue, a combinação perfeita entre o vanguardismo e o contemporâneo.

Seguindo os passos do seu associado Pro Era, Kirk Knight, CJ Fly estará presente em Portugal, na cidade do Porto, para uma actuação no Maus Hábitos dia 24 de Novembro.

History in the making. Versus

_________________

Abertura de portas: 22h00
Início do concerto: 23h00

BILHETES (Limitados)

PRÉ-VENDA: 12,50€
NO DIA: 15€

PONTOS DE VENDA
Lojas Fnac, Worten, El Corte Inglés, Agências Abreu, C.C. MMM, Casino Lisboa, Campo Pequeno e C.C. Dolce Vita; Online: www.ticketline.pt

Image

Maus Hábitos

Rua Passos Manuel 178, 4º

4000-382 Porto

T: 937 202 918 (Restaurante)

T: 222 087 268 (Escritório)

F: 222 000 134

geral@maushabitos.com

Terça 12h — 00h

Quarta e Quinta 12h — 02h

Sexta e Sábado 12h — 04h

Domingo 12h — 17h

Fechado à Segunda

ImageImageImageImage

Maus Hábitos © 2016

powered by

Image